Can├írios - Mudan├ža de plumagem

Canários entram na época de muda em janeiro, e só terminam em abril. Durante este período, suas penas começam a cair, e novas crescem em seu lugar. Percebemos facilmente que estão na época da muda. As penas ficam desajeitadas, as antigas caem pela gaiola, os pássaros aparentam ficar mais calmos e o macho para de cantar momentaneamente. Também é comum que eles apresentem um estado um pouco febril, que é considerado normal. Apenas deve-se cuidar para que não fiquem expostos às correntes de ar. Não há procriação nessa época porque as fêmeas não ovulam. Caso o seu canário entre em muda fora da época, convêm que ele seja separado dos outros, pois a febre, comum durante o período, é facilmente transmissível, e os outros acabam entrando na muda também. Nesse caso, procure um veterinário ou um criador experiente para orientá-lo. Embora sejam muito resistentes, as penas com o tempo começam a perder o brilho e desgastar e precisam ser trocadas. A muda é um processo normal na vida das aves, relacionado a fatores biológicos ligados aos hormônios produzidos pela tireóide. A muda ocorre todos os anos e inicia-se após a época de cria (não deve-se permitir que procriem até a época em que antecede a muda). Se o pássaro foi bem alimentado irá mudar facilmente e não passará de 6 a 8 semanas.
Nesta época a ave pode perder totalmente as penas ao mesmo tempo, mantendo sempre uma razoável quantidade para cobrir e proteger o corpo e voar. Se a temperatura estiver elevada (muito quente), isso irá antecipar a muda do canário, mas terminará mais cedo. Em climas moderado e frescos ela atrasa um pouco. É recomendado fornecer ao pássaro a dieta correta para esta ocasião, ou seja, uma alimentação rica em cálcio (osso de siba), casca de ovo, vegetais, uma mistura de grãos com maior quantidade de óleo e uma farinhada com ovo. A água do canário deverá ser trocada diariamente e pode-se acrescentar algumas gotas de complexos vitamínicos que contenha ferro. Nos adultos a troca de pena (rabo, asas, e demais penas), inicia-se do centro para as extremidades, nas asas a muda ocorre simultaneamente, no corpo ocorre a muda quase por inteiro, terminando na cabeça. As penas caem naturalmente e devagar sendo que quase nem se percebe que o pássaro está na muda.
Se o pássaro passar a voar com dificuldades e começar a aparecer a pele, isto não é normal, e pode ter sido causado pela má alimentação ou outras causas. Banhos de sol pela manhã (8 às 9 horas) ajudam bastante na muda, assim como manter as gaiolas limpas, evitando que o pássaro fique em correntes de ar. Fornecer banheiras com água limpa para banhos, também é importante.
Os filhotes nascem pelados com uma finíssima plumagem, e aos poucos vão aparecendo as penas e quando saem do ninho já estão empenados por inteiro. Os filhotes também mudam de pena em torno do terceiro ao quarto mês de vida, o que chamamos de muda de ninho, quando o pássaro apenas muda as penas do peito e da cabeça, sendo que as penas das asas e da cauda mudarão no próximo período de muda.